Vamos para o Kinkaku-ji, o Pavilhão Dourado.

Saímos do Templo Kiyomizu-dera e ficamos caminhando na próximidade prestando a atenção nas menores ruelas, passamos por um passeador de cães enquanto caminhávamos por um canal sinuoso e encontramos uma pequena sorveteria, sentamos ali e provamos os sabores mais comuns, como morango e os mais inusitados, chá verde e wasabi.

Imagem

 

image

Foi um tempinho para verificar o mapa e seguir para o próximo Templo, o Kinkaku-ji, o Pavilhão Dourado.
Era um antigo palácio que o xogum ordenou que após sua morte o palácio deveria se transformar num templo.
image

Passamos por um lindo caminho arborizado e demos de cara com o pavilhão com suas folhas de ouro brilhando intensamente com a ajuda dos raios de sol do entardecer! Foi uma cena linda e mágica!
O palácio é uma estrutura de três andares toda folheada de ouro, hoje é uma réplica do verdadeiro que foi destruído num incêndio em 1950.

image

Ficamos passeando por ali e os meninos aproveitaram para jogar moedinhas nas fontes! E o pedido? O pedido do Santiago foi voltar ali!
E eu perguntei porque e ele respondeu: para jogar mais pedrinhas e fazer mais pedidos!!! Rs

image

A noite estava chegando, seria nossa última noite em Kyoto. Fomos caminhando até encontrar um ponto de ônibus e voltamos sem saber muito bem onde parar e se aquele ônibus nos levaria até a estação central, quando já estávamos reconhecendo as ruas decidimos descer e ir caminhando e aproveitando a vizinhança.
Vimos um restaurantinho simpático e resolvemos entrar.

image

Donguri é um restaurante de okonomiyaki e tem um grande teppan na mesa para cada um fazer o seu. As mesas são todas separados pelos biombos, não se consegue ver nem escutar ninguém das outras mesas. Tinha um armário para guardar todos os sapatos, carrinho de bebe e bolsas. A garçonete só falava o japonês e o cardapio tinha poucas fotos, foi muito divertido descobrir o que havíamos pedido. Comemos muito bem e bebemos também. Aliás eu amei todas as cervejas japonesas.

image

É claro que as crianças também receberam seus pratinhos especiais. E eu tenho que lembrar aqui que em TODOS os restaurantes que fomos sempre fomos super bem atendidos e todos sempre tinham seus pratinhos e talheres próprios para crianças, e isso eu achei um espetáculo, em muitos lugares escutamos que restaurantes que oferecem qualquer mimo para uma criança ele é kids-friendly, pois é, eu discordo!! eu simplesmente acho que oferecer estas facilidades é apenas um sinal de respeito, portanto, obrigatório!!!

image

E no Japão o que se vê por todos os lados é respeito, organização, limpeza, coisas fundamentais numa nação?! Japão eu te amo!!!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Criança feliz na rua, Uncategorized, Viagens com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

6 respostas a Vamos para o Kinkaku-ji, o Pavilhão Dourado.

  1. Ro Temporão diz:

    HIahiahiaihaih, declarações de amor, que legal!!!
    Imagino que o povo deve sair perfumado desses restaurantes! Vontade de morder o maridão quando chega no hotel e está com aqueeele cheirinho de comida, hiahiahaihahi
    Amei o templo folhado a ouro!

  2. Vinicius diz:

    bom dia!

    Estou pensando em viajar para o Japão em abril do ano que vem, com minha filha que terá apenas 1 ano de idade. Vi que você foi com seus filhos pequenos. O que você acha? É possível fazer uma viagem dessas com minha filha ainda tão pequena?

    Grato,
    Vinicius

    • Oi Vinicius!!
      Eu acho sim, é possível fazer uma viagem dessas, os meus tinham 2 e 4 anos. Já havíamos feito outras viagens distantes mas nem tanto. Acho que o importante é vc estudar bem o roteiro que vc quer. Carregar as coisinhas realmente necessárias para trazer segurança aos pais e filha. E em abril será a época da floração das cerejeiras, tenho certeza que será mágico.Estarei a disposição para qquer dúvida. E vá em frente porque vale muito à pena!
      Bjus.

      • Vinicius diz:

        Oi!

        Pois é, o vôo é a maior preocupação inicial. Você voo do Brasil direto para o Japão ou parou antes? Eu estou cogitando ficar uns 2 dias nos EUA e depois pegar o voo para o Japão.

        Como eram os hotéis por lá? Será que consigo quarto com berço para minha filha? Outra preocupação é a alimentação dela.

        Você se importaria de me mandar seu roteiro e se teve dificuldades nos trajetos entre uma cidade e outra, ou outras possíveis dificuldades? Eu pensei em fazer a seguinte viagem:

        Dia 1 – Chega no Japão
        Dia 2 – tokyo
        Dia 3 – tokyo
        Dia 4 – tokyo
        Dia 5 – tokyo
        Dia 6 – tokyo
        Dia 7 – tokyo/takayama
        Dia 8 – takayama
        Dia 9 – takayama/Shirakawa-go/takayama
        Dia 10 – takayama/kyoto
        Dia 11 – kyoto
        Dia 12 – kyoto
        Dia 13 – kyoto
        Dia 14 – kyoto/nara/kyoto
        Dia 15 -kyoto/toquio
        Dia 16 -toquio/casa

  3. Oi Vinicius!
    Nós fizemos Sp-Londres uma parada de 3 dias e seguimos para Osaka. No Japão fizemos todos os trechos de trem e foi perfeito. De Osaka seguimos para Kyoto e depois Tóquio.
    Alimentação para nós não foi problema, meus filhos aceitaram bem todos os tipos de comida, vc sempre encontrará um arrozinho e também um rámen.
    Já nos hotéis nunca conseguimos berço. No de Osaka e Tóquio pegamos duas camas de casal e em Kyoto tivemos que improvisar uma cama no chão.
    Adorei seu roteiro, nó acabamos não colocando Nara para a gente não se cansar tanto com mais uma pequena viagem dentro da grande viagem, rs, mas tudo que li sobre Nara demonstram valer a pena.
    Bjus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s