Caçadores de novidades em Akihabara.

O dia de hoje foi reservado para visitar a meca dos eletrônicos e novidades tecnológicas, o distrito de Akihabara.

Chegamos pela manhã e a presença das musiquinhas japonesas e luminosos abundantes davam um clima noturno ao lugar. Descemos na estação de akihabara e a visão que se tem é para deixar qualquer geek enlouquecido. Comecei a me perguntar o que estava fazendo ali, rs.
A idéia era ver as novidades tecnológicas que tanto falam, mas vou dizer o que vimos.
A meca dos jogos eletrônicos onde jovens e homens chegam a passar 24 hrs sentados em frente a um computador bebendo coisas esquisitas das maquinas de venda, comendo salgadinhos fritos e fumando muito.

Este era o primeiro andar da Sega, eram cinco andares só de jogos eletrônicos.


A meca das miniaturas, como eles amam isso, todos os personagens de anime, manga e joguinhos nintendo. Além de você poder comprar sua miniatura em muitas lojas pode também tentar a sorte nas milhares máquinas com braços robóticos.

Entrada de uma loja de miniaturas.



Boneca viva na loja da Sega, fomos em busca do Sonic, personagem que o Santiago conheceu na atividade de informática da escola, mas não encontramos o danadinho. Só uma única miniatura que não estava à venda.


A meca das empregadinhas domésticas francesas! Como assim? Sim existem cafés em que tem acesso a jogos, internet e ainda distrair-se com uma empregada só sua. Elas ficam nas ruas distribuindo folhetinhos, tentei fotografar mas as danadinhas são ligeiras e não se permitem fotografar, seriam elas a versão contemporânea das gueixas?!
A meca das lojinhas de usados e lixo eletrônico, estas lojinhas ficam com muitas coisas expostas na calçada e tudo muito barato, ou melhor, barato para o padrão japonês, e não, não é oriundo de roubo, pois o Japão tem um dos mais baixos índices de criminalidade do mundo.
Mas e as lojas de eletrônicos?? Lembra num dos primeiros posts de uma loja chamada Yodobashe Câmera? Pois bem, esta é a maior loja e mais completa de akihabara e você pode encontra-la em qualquer distrito, ou seja…

Yodobashe Câmera, se quiser arriscar e comprar algum eletrônico no Japão esta é a loja, nem precisa ir à Akihabara.


Queria sair dali rapidinho e seguir para nosso próximo destino era Ginza. Este distrito é conhecido como a área chique de Tóquio, com grandes lojas de luxo e lojas de departamento.

Ginza


Ruas largas, calçadas largas, luminosos na medida certa, mulheres e homens elegantes e todas as lojas desejo de adultos e crianças.

LV com toda a coleção da Yayoi Kusama.

Entre muitas lojas eu posso destacar a loja da Apple com cinco andares, sendo um com mini auditörio para worshops com produtos da marca. Loja da Sony com um mini museu de tecnológia e uma super loja da Louis Vuitton, nesta entramos, circulamos escolhemos e por fim convertemos… E ai descobri porque a loja da LV em Paris é lotada de japonesas comprando, os valores praticados no Japão quando convertdos ficam muito próximos e às vezes superior aos preços praticados nas lojas da LV no Brasil, resultado: nada de voltar com sacolinha marrom para casa nestas férias.

href=”https://casadaatzin.files.wordpress.com/2012/10/image214.jpg”> Sopa no pão para aquecer o coração de quatro andarilhos.


Para acabar o dia um lanchinho num café em Ginza.

Anúncios
Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , , | 2 Comentários

O Dia em que Eu Apaguei em Tóquio.

Ainda sobre nosso passeio de ontem à Shibuya. Após encontrar a loja que eu tanto queria retornamos à estação e ao cruzamento mais movimentado do mundo.

E foi ali mesmo que tive um ” tilt” , isso mesmo. Aconteceu assim, estavamos parados em uma das esquinas e o Murilo resolveu sair do carrinho, no mesmo momento me agachei e fui coloca-lo novamente sentado, nesta hora minha máquina fotográfica que estava na diagonal do meu corpo desceu e bateu a lente com tudo no meu cotovelo, ai que dor de cotovelo!! Em outras vezes que bati o cotovelo sempre abaixava a cabeça e fechava os olhos e literalmente via estrelinhas, desta vez foi diferente, senti algo estranho e me aproximei mais do carrinho com a intenção de firmar os pés e à partir dali…. Escuridão.
Após a escuridão, escutei música japonesa e tive certeza que estava no Japão, mas ao mesmo tempo minha consciência dizia para mim que tudo aquilo era um sonho, senti uma mão na minha boca e alguem me chamando baixinho no ouvido, abri os olhos e só vi multidão! Olhinhos e mais olhinhos puxadinhos e um ainda usava máscara branca, fui voltando, voltando. E percebi que estava sentada no chão sendo apoiada pelo maridón.
Socorro, quis rir de mim mesma ( como faria se outro estivesse na minha situação) mas a dor na cabeça da pancada no chão e sensação de não pertencimento ao meu corpo não me permitiram rir e apenas chorar! Dei um tilt em Shibuya e acabei aos prantos!!!
Assim que o primeiro susto passou quis entender o que havia acontecido. Maridón disse que escutou um páá olhou para o lado e me viu dura e esticada no chão, pedi maiores explicações, a idéia era fazer uma anamnese de mim mesma, rsrs. Ele ainda disse que eu estava de olhos abertos com todo o corpo duro e esticado e só pensou em colocar a mão na boca para eu não morder a língua, rs, tive que rir. Não deixei de dizer para ele que isso não se faz mais. Tadinho ele ficou branco, cinza, gelo, todas as faltas de cores possíveis na hora do susto, rs.
Por mais que eu entenda um pouco do evento dor ( caramba e que dor de cotovelo, héim?) não consigo achar ainda que isso foi um evento isolado. Depois eu investigo, ok?
Bom! Tudo bem, alguns minutos depois e após convencer maridón e Santiago que podiamos continuar, fomos para a Starbucks mais movimentada do mundo, ufa! Isso mesmo mais uma coisa mais do mundo, não è para menos ela fica exatamente em frente ao cruzamento mais movimentado do mundo. E foi ali que tomei meu matchá da Starbucks e enfim melhorei!

Olha eu ai, coradinha, pupilas normaizinhas, tudo direitinho! Ops, nem tudo , tinha um super galo cantando na minha cabeça, rs!

Multidão esperando o sinal abrir.

Foi dada a largada!

Uma coisa que ainda não comentei, é incrível como as pessoas aqui não se esbarram, e olha que a gente toma espaço, viu? São dois carrinhos e muitas vezes paradas em lugares muito movimentados para ver o mapa ou para ver algum ponto e mesmo assim ninguém esbarra em você.

E assim acabamos nosso dia!

Este post esta participando da blogagem coletiva de perrengues em viagem, junto com estes daqui, olha lá:

1. Claudia Pegoraro, Felipe, o pequeno viajante: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-o-pequeno-perrengueiro.html

 

2. Karen Schubert Reimer, As Aventuras da Ellerim Viajante:

http://ellerimviajante.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que-passamos-viajando-em-familia-frustracao-em-veneza.html

 

3. Cinthia Rangel, Boa Viagem: http://boa-viagem7.webnode.com//

 

4. Adriana Pasello, Diário de Viagem:

 http://www.diariodeviagem.com/photo/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

 

5. Francine Agnoletto, Viagens que Sonhamos:

http://www.viagensquesonhamos.blogspot.com.br/2013/08/surpresasnuma-viagem-punta-del-este.html

 

6. Eder Rezende, Quatro Cantos do Mundo:

http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2012/03/04/a-nem-tao-perigosa-nairobbery-nairobi-quenia/

 

7. Erica Kovacs, Viagem com Gêmeos

http://viagemcomgemeos.com/2013/08/11/perrengue-da-primeira-viagem-internacional-a-historia-da-vitamina-de-aveia/

 

8. Debora Godoy Segnini, Gosto e Pronto: http://www.gostoepronto.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

 

9. Ludmyla De Sena Broniszewski, Two Many Sides of Me: http://twomanysidesofme.wordpress.com/2013/08/08/perrengues-de-viagem-perrengue-numero-3-blogagem-coletiva-viagens-em-familia/ (este é o perrengue 3! Tem o 1 e o 2!!)

 

10. Renata Schiffer, A Renata teve infância e sabe ser feliz!: http://www.renataschiffer.com.br/?p=541

 

11. Andréia Mannarino, Mistura nada básica :

   http://misturanadabasica.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que.html

 

12. Andréa Barros, Do RS para o Mundo: http://dorsparaomundo.blogspot.com/2013/08/segunda-blogagem-coletiva-os-perrengues.html

 

13. Andrea Martins, do Malas e Panelas: http://malasepanelas.com/viagens-em-familia-saudades-do-carrinho/

 

15. Flávia Maciel, Bebê pelo Mundo:

http://bebepelomundo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-viagens-em-familia.html 

 

16. Renato Martins, do Renato Blogging (nada a ver o nome, é um blog antigo que posto raramente):http://renatoblogging.blogspot.com.br/2013/08/o-maior-perrengue-que-passamos-viajando.html 

 

17. Sut-Mie Guibert, Viajando com Pimpolhos: http://viajandocompimpolhos.com/2013/08/12/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

 

18. Andreza Trivillin, Andreza Dica e Indica Disney: http://www.andrezadicaeindicadisney.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

 

19. Debora Galizia, Viajando em Família: http://viajandoemfamilia.com.br/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

 

20. Thiago Cesar Busarello, Vida de Turista: 

http://www.vidadeturista.com/artigos/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

 

21. Ana Cinthia Cassab Heilborn, Travel Book: http://www.travelbook.blog.br/2013/08/nossos-perrengues-de-viagem-em-familia.html

 

22. Ingrid Patrícia Cruz, Viagens em Família: http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/13/blogagem-coletiva-todo-mundo-tem-um-perrengue-pra-contar/

 

23. Michely Lares, Viagens da Família Lares: http://viagensdafamilialares.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues.html?m=1

 

Publicado em blogagem coletiva, Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , | 23 Comentários

Procurando um Endereço em Tóquio

Segundo dia de Tóquio e dia de passear em Shibuya. Fomos para o bairro à tarde, porque pela manhã nos “perdemos” dentro de uma loja de departamentos próxima ao hotel e acabamos almoçando no restaurante do hotel. Um almocinho muito básico perto do que ja estavamos acostumados, penne com cogumelos e saladinha.
Pegamos um trem na estação de Shinjuku e descemos na estação de Shibuya, nem preciso dizer que são as duas maiores estações em Toquio.
Cada estação é uma verdadeira cidade com suas lojas, mercados e até mesmo as grandes grifes. É muito fácil passar um dia ou mais dentro de uma delas. Mas é claro, não foi isso que fizemos, tinhamos dois objetivos. Um era conhecer o maior cruzamento do mundo, o cruzamento de Shibuya que é na frente da estátua em homenagem à Hachico, àquele cão que ficou anos aguardando seu mestre na porta desta mesma estação.

E o segundo era encontrar uma loja, Junie Moon, onde eu encontraria minha tão esperada Blythe.
Encontar endereços no Japão é uam aventura que poucos ocidentais finalizam com sucesso, rs. As ruas não tem nomes, e os números existentes nos endereços são baseados no número da zona, quadra, casa e quadrilatero respectivamente, entendeu?? Ou seja só as grandes ruas recebem nomes, o resto… ah deixa para lá!!
Saimos com o endereço e um mapa muito simplificado. No total fizemos 7 paradas para perguntar para alguem como chegar no endereço. Eu já havia desistido e olha que era para satisfazer o MEU desejo, rs. Mas o maridón não se entregou e rodamos caminhando abaixo de garoa por mais de uma hora.

Cansados e encharcados, quase sentando na calçada para lamentar eis que o pequeno luminoso da loja que eu tanto queria brilha em frente aos meus olhos, o cansaço se foi e la fui eu utilizando da mímica para conseguir o que eu queria!

Acho que ela e a loja merecem um post exclusivo, ou não?! Estou ainda eufórica com sua chegada, por isso vou esperar a eufória passar para não torná-la (a boneca) o centro das atenções, rs.

Nosso dia não acaba aqui, ainda tinhamos que voltar e curtir o bairro, mas muita coisa aconteceu nesse caminho e amanhã eu conto.

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , , , , , | 5 Comentários

Na Velocidade de um Shinkansen.

Estamos em Tóquio, mais especificamente em Shinjuku. Chegar em Tóquio é uma aventura eletrizante e por este e outros motivos vou deixar para escrever sobre Kioto, a cidade que ficamos por 4 dias, em outra ocasião.
Todas as dicas que segui para a viagem agora fazem sentido, a principal é : comece por uma cidade menor e deixe Tóquio por último. Osaka e Kioto, as cidades que já passamos eram muito facéis de se locomover e ótimas para sentir o jeitão japonês de ser, rs.
Tóquio é uma loucura, tudo é muito! Muito grande, muito cheio, muito caro, muito colorido, muito lindo, muito borbulhante.
Para sair de Kioto usamos Japan Rail Pass, um passaporte que dá direito à vários tipos de transporte por um tempo determinado e vendido apenas pela internet para visitantes estrangeiros.

Apresentação dos tíquetes de viagem.


O transporte utilizado foi o famoso Shinkansen, são vias ferroviárias de alta velocidade. Mais especificamnete o modelo da série N700, este trem iniciou suas viagens em 2009 e é o trem que mais combina alta velocidade com tecnologia de ponta. Ele tem um sistema de inclinação de corpo que permite que faça uma passagem em curvas a 270 km/hr.

A carinha dele parece a de um ornitorrinco, rs, na realidade esta frente foi baseada na tecnologia para a produção de um avião, com um nariz altamente aerodinâmico.

O trajeto foi muito tranquilo e o espaço interno é muito confortável.

Chegamos em Tóquio e desmbarcamos em meio à um mar de gente e encontrar a saida foi uma loucura!!!

E enfim chegamos, estamos no Ibis distante apenas três quadras da estação de Shinjuku.


O melhor a fazer era conhecer a vizinhança, saimos para uma volta, e a gente aprende que uma volta nunca é uma simples volta em Tokio. E foi numa paradinha no supermercado que senti por não ter a presença de um guia, rsrs, é muita comida para se descobrir e as que eu pelo menos reconhecia estão aqui.

E na parte de beleza as coisas chegam a ser bizarras.

O grampinho rosa é para ser usado à noite para afinar o nariz.
O grampo é para manter entre as comissuras labiais para alargar o sorriso.
E o último é para tensionar a musculatura da face evitando os efeitos da gravidade.


Na volta curtimos os luminosos calmamente enquanto uma fina garoa nos dava boas vindas!!

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , , , , | 1 Comentário

O passeio dos maiores do mundo

Sempre que pesquiso sobre algum lugar aparece este é o melhor, este é o maior, este é o mais importante e por aí afora. E quase sempre resolvo colocar a prova e ver com meus próprios olhos. Pois bem, hoje é o dia de tirar a limpo.
Queria nesta viagem adicionar a visita à um aquário e de todos os aquários no Japão o de Osaka era o mais indicado.
Diferente dos outros dias tomamos um café da manhã no quarto, uma mistura ocidental e oriental, não faltou o arroz e o peixe, mas teve também uns pãezinhos e sucos.
Na frente do nosso hotel pegamos um barco que atravessa o Porto de Osaka e desembarca em frente ao aquário de Osaka.

Captain Line é o barco, e a característica dele é que todos os funcionários e tripulação são mulheres, algo nada comum no Japão.


O barco percorre o trajeto do Universal Port até o aquário em 10 minutos.


O dia estava convidativo para o passeio.
[caption id="attachment_369" align="aligncenter" width="1024"] Primeiro destino: Aquario Kaiyukan, tido como um dos maiores do mundo, apresenta 15 tanques com 11 mil toneladas de àgua.


Os tanques são de acrílico para garantir boa visibilidade. A disposição dos aquarios segue exatamente a disposição real do pacífico no mapa com as 10 regiões que formam o pacífico.


No tanque principal está o maior peixe do mundo, um tubarão baleia.


Uma arraia manta desfila entre outras pequenas arraias.


Todo mundo pequenininho lá dentro.


Hora da comida. 5 sardinhas por pinguim, foi isso que contei, rs.


Rhopilema esculenta, uma àgua viva gigante da China.


Depois de tanto peixe e tanta àgua seguimos para o Tempozan Village, um complexo de entretenimento no qual o aquário também faz parte. Fomos especificamente à um lugar, oNaniwa Kuishinbo Yococho, o maior parque temático de comida japonesa. É a reprodução de um antigo bairro de Osaka famoso por suas iguarias.

Naniwa Kuishinbo Yokocho


Lugarzinho que escolhemos para comer.


Comidinhas


De pancinha cheia o passeio seguiu. Percebeu quantas vezes eu falei em o maior do mundo? Pois ainda não acabou nosso próximo passeio foi para subir na maior roda gigante do Japão e uma das maiores do mundo.

Tempozan Ferris Whell. Leva 15 minutos para dar toda a volta. E não ela não é uma das maiores do mundo, ela foi, rsrs!


Curtindo a vista.


O nosso dia não acabou aqui. No próximo post conto mais.

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , , , | 2 Comentários

Jantarzinho para finalizar o primeiro dia.

Depois de percorrer toda a região de Dotombori a fome começou a aparecer e chegou a hora de procurar um lugar para comer, os letreiros eram infindáveis, muita oferta seguida de muita dúvida pois estavamos no ponto nervoso gastronômico de Osaka. Resolvemos entrar numa ruelinha sem luminosos e de pequeno movimento.

Caminhos estreitos e com aroma indescritível.


Simpatizamos muito com este restaurante e quando vimos que era especializado em carnes não tivemos dúvida! Queriamos muito provar o wagyu, que tem a fama do melhor tipo de carne do mundo.


O restaurante tinha apenas quatro mesas. O sistema era faça você mesmo, com um teppan no centro da mesa e o cliente fazia sua própria carne.


Decoração das paredes, procuramos em toda parede se havia vestigios da passagem de um brasileiro por ali, mas não encontramos.


Cervejinha kirin para acompanhar.


Depois de muita mímica ele trouxe um desenho com os cortes, à partir dali era apontar e ser servido, rs.
href=”https://casadaatzin.files.wordpress.com/2012/10/image155.jpg”> Depois do banquete fotinho pata eternizar. E as crianças? As crianças dormiram do início ao fim!

Publicado em Comidinhas, Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , | 2 Comentários

Explorando a terceira maior cidade do Japão.

Nosso segundo dia completo em Osaka foi para realmente conhecer a cidade. Osaka é uma província japonesa e tem como capital a cidade do mesmo nome. A capital é a terceira maior cidade do Japão e conhecida pela tradição gastronômica. Saimos do hotel e fomos de trem até a estação principal, saindo pelo acesso mais próximo demos de frente com uma super loja, curiosos, olhamos um para o outro e falamos quase que ao mesmo tempo – vamos dar uma olhadinha! Entramos na loja rindo porque o combinado era não entrar em nehuma loja e irmos direto aos pontos marcados em nosso roteiro.

Yodobashi Camera é uma super loja, inicialmente era responsável por um terço das câmeras vendidas no Japão. Esta loja tem 12 andaeres e não vende apenas câmeras, vende de TUDO, rs


No último andar da loja encontramos restaurantes com todos os tipos de comida existentes no Japão. Escolhemos comer Okonomiyaki, pois é um prato típico desta região.em breve faço um post com detalhes das comidas. Adoramos esta panqueca japonesa feita de repolho!


Depois de alimentados fomos seguir nosso roteiro. Edifício Umeda Sky, são 40 andares com escritórios e consultórios, nos últimos andares tem o observatório do Jardim Flutuante. Um exemplo de alta tecnológia, são 173 metros de altura que une duas torre gêmeas.


Observatório do Jardim Flutuante.


Vista parcial da cidade com a zona portuária. Ficamos surpresos com a total falta de um espaço verde, olhando de cima tudo era concreto, porém bem organizadinho.


Ja estava entardecendo quando fomos para Dotombori, uma rua que corre paralela ao canal de mesmo nome, ali pudemos sentir a efervescência da cidade, muitos jovens, muitos nêons, lojas e restaurantes. É neste local que são rodados filmes com histórias sobre a Yakusa.


Fizemos um passeio de barco no canal Dotombori, os meninos adoraram pois foi um festival de tchauzinhos para todos os lados. Nestes dois dias contei apenas 9 pessoas turistas sem características físicas de asiáticos, percebemos que a grande maioria de turistas nesta região é de coreanos e chineses, talvez por isso eramos sempre recebidos com olhares curiosos e simpáticos. Neste passeio quando nos apresentaram como brasileiros foi muito engraçado a reação das pessoas com espanto e ainda nos parabenizando, afinal somos do outro lado do mundo! Rs


E tem mais, héin!? Fechamos o dia como Osaka, com rica gastronomia, pede. Mas este final conto depois quando minha conexão facilitar e carregar as fotos mais rapidinho.

Publicado em Comidinhas, Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , , , | 2 Comentários

Continuação do Nosso Passeio à Universal Studios Japan.

A Universal em Osaka conta com menos atrações que nos
Parques de Los Angeles e Orlando, e em dezembro eles irão inaugurar o Mundo Mágico de Harry Potter. Mas o que me chamou a atenção foi o Wonderland. Um super playgrond com várias atrações da Hello Kitty, Snoopy e Vila Sésamo, ideal para a idade dos meus pequenos.

Lugar lindo e colorido e que podia ser avistado dos principais pontos altos da cidade.


Vários personagens para a loucura da criançada.


Show com a Hello Kitty, ela é a bonequinha mais amada no Japão.


Hello kitty na versão Halloween.


No mundo fashion da Hello Kitty, aqui estavam expostos todos os seus laços e vestidos, as menininhas enlouqueciam, rs.


Hora do lanchinho.
[caption id="attachment_308" align="aligncenter" width="768"] Humm!! Tiras de maçãs fritas com calda de caramelo. Mas o bolinho de Hello Kitty nem me pergunte, era salgado, rs.


Neste espaço ainda tinha um super espaço para brincadeiras, escaladas, montar cidades de espuma, brincadeiras com bexigas gigantes onde eles brincavam livres.
Olha aqui : http://www.usj.co.jp/e/UWL/index.html

Publicado em Criança feliz na rua, Viagens | Etiquetas , , , , | 1 Comentário

Nosso passeio na Universal Studios Japan em Osaka

No inicio das preparações da viagem ja havia colocado uma regra, programar dias exclusivamente de crianças. Viajando com dois meninos um de 2 e um de 4 anos acredito que seja obrigatório proporcionar à eles aquilo que mais gostam, brincar.
Então ficou definido que teriamos dia só de criança, dia de adulto e dias misturadinhos, assim nos momentos considerados mais chatinhos para eles era só lembrar o que havia sido combinado. E combinado é combinado, rs.
Nosso primeiro dia completo em Osaka foi um dia de criança, fomos curtir o parque da Universal.

Começando o dia com um bom café da manhã ao estilo japonês, refeição mais completa do dia. Comi um pouquinho de cada coisa, o buffet tinha 80 pratos diferentes. Gostei de tudo e confesso que muita coisa nem consegui descobrir o que era, rs.


Escolhemos uma quinta feira com a intenção de encontrar um parque menos cheio, e realmente no final de semana pudemos ver que o movimento no mínimo triplicou.


Olha quem nos recepcionou. Compramos o passaporte para apenas um dia na recepção do hotel no mesmo dia e foi muito rápido.


Primeira atração, o fime 4D do Sherk! O filme é exatamente o mesmo da Universal Los Angeles, mas neste não havia a sensação de fogo, em compensação dava para sentir o perfume da Fiona, rs


O Santiago desta vez pode participar desta atração, afinal tudo é avaliado por altura. E foi muito legal ver a empolgação dele, os olhos ávidos por todas as novidades sem medo e com disposição para ajudar o homem aranha contra seus inimigos, rs.


Neste parque ele não pode participar de duas atrações, da Hollywood Dream(super montanha russa)e do Jurassic Park, mas quem disse que ele ficou triste? Que nada , falou que não havia problema que era só fazer mais um ano e ele cresceria e voltaria, rs! Então fomos em frente.
Por hoje, fico aqui! Amanhã conto do restante, afinal, foram quase 10 hrs de parque, rs!

Publicado em Criança feliz na rua, Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , | 1 Comentário

Nosso hotel em Osaka – Universal Port Hotel

Encontramos nosso hotel pelo site tripadvisor, as resenhas eram boas e a tarifa que conseguimos também, portanto, não houve dúvida e fechamos tudo pela internet.

O hotel é oficialmente autorizado pela Universal Studios e tem uma ótima estrutura para receber crianças. Vale lembrar que no Japão é sempre bom conferir a metragem dos quartos, pois o que pode ser pequeno para nós para eles pode ser bem o contrário, rs. O tamanho do nosso foi perfeito e confortável.

O hotel está a 3 minutos de caminhada do Parque e a 10 minutos de barco para o Aquario e porto de Osaka.


A recepção do hotel bem ampla e com um grande aquário para entreter os pequenos, toda a decoração era para comemorar o Halloween.


O quarto com duas camas de casal e um sofá cama.


Uma janela grande com vista para o parque.


As amenidades para adultos e crianças. O mais engraçado que mesmo a gente não usando alguns itens que eles disponibilizavam no dia seguinte eles repunham novos, rs. No final foi uma montanha de coisinhas, rs. Um detalhe do quarto que achei ótimo era que tinha um olho mágico na altura das crianças e também banquinhos no lavabo e na banheira, nada de pai e mãe segurando filho no colo para escovar os dentes e entrar na banheira.


Uma sala com quatro máquinas de vendas, e ainda dois restaurantes, um bar e lojinhas de produtos do parque. O restaurante que serve o café da manhã oferece 80 pratos diferentes, provei quase todos é claro, rs.

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , , | 2 Comentários

Osaka – Dia da chegada

Chegar ao hotel em Osaka foi muito fácil, pegamos estações de trem e metrô bem tranquilas, e no caminho já dava para ter uma pequena amostra do que nos aguardava. Gentileza é uma coisa que se vê por aqui! Curiosidade também?! Os olhares de todos para nós era muito engraçado, rs, e era olho no olho mesmo sempre acompanhado com uma leve reverência da cabeça! 

Estavamos visivelmente cansados, os olhos avermelhados e a respiração lenta. Os meninos mesmo apresentando sinais de cansaço estavam animados com a visão da janela. Passamos por vários tipos de paisagens diferentes, mini plantações de repolho, casinhas super compactas com seus carros super compactos na garagens, campos de golf e muito mais.

Sempre de olho nos mapas pois nem todos os trens e metrôs tem informações em alfabeto romano, e veja que não estou falando nem em informação em inglês, rs!


Num pequeno espaço têm muita coisa para se aprender.


Vagões apenas para mulheres! Garantia de uma viagem tranquila em dias de muito movimento.


Tivemos que aguardar duas horas no hotel para dar entrada no nosso quarto. Eu e o Andre só queriamos sentar no sofá e cochilar, rs! Mas os meninos estavam animados com o espaço que encontraram ao lado do restaurante dentro do hotel.


Depois do quarto liberado e tudo organizado fomos dar uma volta no parque do hotel, ou devo dizer hotel do parque, rs. Estavamos na Universal Studios de Osaka. Num próximo post coloco informações detalhadas do hotel.

Takoyaky. Uma amostra da nossa primeira refeição japonesa. Depois fomos dormir, eram cinco horas da tarde e estavamos acordados há quase 25 hrs, sendo que os meninos tinham dormido apenas por 3 a 4 hrs durante o vôo. Ufa!

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Primeiras impressões em Osaka

Desembarcamos no aeroporto internacional de Kansai, este aeroporto foi construido em uma ilha artificial num projeto grandioso levando 38 meses para ficar pronto, sua estrutura foi toda pensada para resistir aos terremotos e tsunamis que poderiam ocorrer a partir de 1994, quando sua obra foi finalizada.É o primeiro aeroporto oceânico do mundo.
Como não se reverenciar à este povo?!

Aeroporto Internacional de Kansai, filho da matemática e da tecnologia, segundo Renzo Piano, seu idealizador.


Primeiras Vending Machine de muitas onde vou provar todas as bebidinhas possíveis, rs.


Agora era pegar as informações necessárias para encontrar a plataforma de trem e chegar ao hotel.

Me desculpe pela foto, mas não podia deixar de registar a passadinha pelo banheiro e descobrir que é verdade e real tudo que falam dos assentos sanitários, rs. Sim, é quentinho, hihihi!!

No trem à caminho do Hotel, cansados mas muito felizes de iniciar nossa aventura na terra do sol nascente.

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , | 1 Comentário

Voando KLM

Quando pensamos no destino Japão, a primeira coisa que vem em mente é o tempo de vôo, e com duas crianças então?! Muitos pensam que é uma tarefa difícil, devo confessar que sempre tenho um pouco de reservas, mas na hora H os filhotes colaboram de maneira exemplar. Mas, considerando que um vôo direto poderia somar quase 30 horas saindo de São Paulo para chegar em Osaka optamos por fazer uma parada de alguns dias em Londres e depois seguir viagem. Voamos São Paulo – Londres de Tam, foi a primeira viagem de muitas horas em que eu cansei e senti todos os efeitos de 15 hrs enlatada num avião. Na segunda etapa Londres – Amsterdam foi mais tranquilo.

As crianças foram bem assistidas, e a todo momento recebiam uma guloseima sempre de acordo com a idade de cada um.


Muitas atividades para os pequenos, joguinhos, filmes e livrinhos para colorir.


O Santiago fez todas as atividades. Neste vôo apesar do maior conforto eles dormiram seguido por apenas 3 hrs, num vôo de 13 hrs, foi muito pouco. E aqui começou a confusão para o nosso corpo com o fuso horário.

O dia dava lugar para noite, e a cada minuto nos era tirado uma hora de sono, rs. Mas pensar em todas as terras e povos que estavamos sobrevoando só dava espaço para a curiosidade em nossas mentes.

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , | 2 Comentários

Viagem ao Japão

O destino de férias para este ano foi o Japão! Mas porque Japão? Todos me perguntaram, inclusive o marido o qual tive que encantar para concordar com a idéia. Aconteceu assim, vinte dias após a ocorrência do terremoto de 11 de março de 2011 e consequente tsunami e a maior crise nuclear que abalou o Japão vieram as primeiras notícias de reconstrução, e essas notícias começaram a chamar minha atenção para o poder deste povo, a cada dia de uma nova notícia minha admiração pela capacidade do país de sobreviver ao gigante caos que uma catástrofe desta pode causar crescia a ponto de eu querer ver com meus próprios olhos o que eles tem de extraordinário. 

Silenciosamente fui fazendo minhas pesquisas e comentava em casa das minhas “descobertas” sobre o país, assim a cada dia o marido ia ficando curioso e encantado também. Pimm!! Ja havia plantado a sementinha E no retorno da viagem de férias de 2011 começamos a esquematizar nossa grande viagem ao Japão de 2012. 

 

Aeronave que nos levou de Londres para Amsterdam.

Ansiosos para entrar no avião.

Mais uma leitura sobre Kyoto, um dos nossos destinos.

Ja em Amsterdam e embarcando para nosso vôo até Osaka, aqui a língua falada ja havia mudado completamente e eu confesso ja estava sentindo uma atmosfera diferente .


Foi uma escolha ótima a KLM para a viagem, desde o início todos os atendimentos foram eficientes.

Publicado em Uncategorized, Viagens | Etiquetas , , , | 2 Comentários

Com as malas prontas para viajar

Bagagem prontinha com tudo que será necessário para os próximos vinte e quatro dias para quatro pessoas. Só faltou na foto o segundo carrinho.

Ufa! Malas prontas. Para mim a viagem já começa na escolha do destino e segue em todas as etapas necessárias para tudo dar certo. E fazer as malas é uma etapa.
Desta vez para fazer as malas foi um processo de muitas escolhas levando em consideração que seremos dois adultos, duas crianças e seus respectivos carrinhos, e na rota teremos avião, trens e metrôs com muitos momentos de caminhadas entre estes. Com base nisso escolhi levar um mochilão e uma mala grande de quatro rodinhas com giro de 360º.
E como eu fiz para dar certo? Levando o mínimo de roupa possível e ainda utilizando os saquinhos que embalam retirando o ar, diminuindo o volume, assim:

Escolha das roupas do Murilo

Roupas do Murilo empacotadas para diminuir o volume.

Escolha das roupas do Santiago

Roupas do Santiago empacotadas

Escolha das roupas do marido para a viagem

Por fim, as minhas escolhas de roupas para levar na viagem.

Publicado em Viagens | Etiquetas , , , , , | 2 Comentários

Bistrot L’Entrecôt d’Olivier

Continuar a ler

Publicado em Comidinhas | Etiquetas , , , , , , | 1 Comentário

Quando falta alguma coisa

As tardes tem  estado mais solitárias aqui em casa. Sabe quando aquelas pequenas coisas do dia a dia que  tanto te encomodam deixam de existir e você sente falta? 

Por exemplo, suas meias desaparecem como por encanto. Seu vizinho de porta chega em casa e tudo que você consegue escutar naquele momento é um som dos mais estridentes e incessantes conhecidos.  Você encontra embaixo do sofá o brinquedo preferido do dia ( sim, aqui em casa cada brinquedo tem seu dia de glória, rs) sem olho, sem roda ou sem cabeça.

A Atzin tem feito falta e com certeza o chão da casa em que ela está tem permanecido mais limpo do que nunca, porque aqui em casa no momento das refeições dos meninos tem sobrado muitas migalhas pelo chão.

“Atzin volta logo, as migalhas te esperam” 

 

Publicado em Bichos e bichos | Etiquetas , | 1 Comentário

Arrumando as malas

Olá, mais elegante seria neste primeiro post que eu fizesse uma breve apresentação, mas sinceramente, prefiro que nossa apresentação seja feita aos poucos. Afinal, nada melhor que o tempo para conhecer cada pessoa e assim será.
Neste momento o que posso dizer que somos quatro elementos na tentativa de arrumar as malas para nossa próxima aventura. E arrumar as malas neste caso será um processo muito cuidadoso e adiante quando ela estiver pronta veremos o porquê.
O quinto elemento do momento esta em Curitiba, é a Atzin uma chihuauha que esta devidamente instalada com suas coleguinhas. Ela ficara os próximos trinta dias no convívio com a Crystal e Valentina, uma spitz alemão e uma yorkshire respectivamente. A última noticia que tive dela era que estava toda enrolada no cobertor pois só assim para aguentar o friozinho que resolveu chegar a Curitiba nestes primeiros dias de primavera.

Publicado em Viagens | Etiquetas , , | 2 Comentários