Na Velocidade de um Shinkansen.

Estamos em Tóquio, mais especificamente em Shinjuku. Chegar em Tóquio é uma aventura eletrizante e por este e outros motivos vou deixar para escrever sobre Kioto, a cidade que ficamos por 4 dias, em outra ocasião.
Todas as dicas que segui para a viagem agora fazem sentido, a principal é : comece por uma cidade menor e deixe Tóquio por último. Osaka e Kioto, as cidades que já passamos eram muito facéis de se locomover e ótimas para sentir o jeitão japonês de ser, rs.
Tóquio é uma loucura, tudo é muito! Muito grande, muito cheio, muito caro, muito colorido, muito lindo, muito borbulhante.
Para sair de Kioto usamos Japan Rail Pass, um passaporte que dá direito à vários tipos de transporte por um tempo determinado e vendido apenas pela internet para visitantes estrangeiros.

Apresentação dos tíquetes de viagem.


O transporte utilizado foi o famoso Shinkansen, são vias ferroviárias de alta velocidade. Mais especificamnete o modelo da série N700, este trem iniciou suas viagens em 2009 e é o trem que mais combina alta velocidade com tecnologia de ponta. Ele tem um sistema de inclinação de corpo que permite que faça uma passagem em curvas a 270 km/hr.

A carinha dele parece a de um ornitorrinco, rs, na realidade esta frente foi baseada na tecnologia para a produção de um avião, com um nariz altamente aerodinâmico.

O trajeto foi muito tranquilo e o espaço interno é muito confortável.

Chegamos em Tóquio e desmbarcamos em meio à um mar de gente e encontrar a saida foi uma loucura!!!

E enfim chegamos, estamos no Ibis distante apenas três quadras da estação de Shinjuku.


O melhor a fazer era conhecer a vizinhança, saimos para uma volta, e a gente aprende que uma volta nunca é uma simples volta em Tokio. E foi numa paradinha no supermercado que senti por não ter a presença de um guia, rsrs, é muita comida para se descobrir e as que eu pelo menos reconhecia estão aqui.

E na parte de beleza as coisas chegam a ser bizarras.

O grampinho rosa é para ser usado à noite para afinar o nariz.
O grampo é para manter entre as comissuras labiais para alargar o sorriso.
E o último é para tensionar a musculatura da face evitando os efeitos da gravidade.


Na volta curtimos os luminosos calmamente enquanto uma fina garoa nos dava boas vindas!!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized, Viagens com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Na Velocidade de um Shinkansen.

  1. Ro diz:

    Nossa, que aventura esse trem! E essas criaturas comportadas, muito fofura!
    Essa ia ao mercado é outra aventura também! Eu ia me agarras no sushi e na maçã e ia ser isso.
    O produtinho anti-caradebulldogue é demaaaais! Boa ideia tirar foto das esquisitices… Me concentro em fotografar as paisagens lindas e esqueço desses detalhes, vou ficar mais atenta na próxima viagem! #ficaadicapramim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s